O soldado

Era uma vez um soldado que finalmente regressava a casa depois da guerra do Vietname. Em San Francisco, ele telefonou os pais e disse-lhes:

-"Mãe, Pai, vou regressar a casa, mas tenho um favor a pedir-vos.
-"Tenho um amigo que quero levar comigo".
-"Claro filho", responderam seus pais, "adoraria-mos conhecê-lo".
"Mas há algo que devem saber", disse o soldado.
"Ele foi gravemente ferido durante a guerra. Pisou uma mina e perdeu um braço e uma perna. Ele não tem para onde ir, e eu quero que venha viver connosco".
"Lamentamos ouvir isso filho. Talvez possamos ajuda-lo a encontrar um lugar onde viver".
-"Não, Mãe e Pai, eu quero que ele viva connosco".
"Filho", disse o pai "tu não sabes o que estás a pedir. Alguém com semelhantes limitacões seria uma terrível carga. Nós temos as nossas própias vidas para viver, e não podemos permitir que algo assim nos atrapalhe. Eu creio que tu deverias voltar sozinho para casa e esqueceres-te deste rapaz. Ele encontrará uma forma de viver sozinho".
 
Desta forma, o filho desligou o telefone.
 
Os pais não ouviram mais noticias do seu filho.
Dias depois, receberam um telefonema da policia de San Francisco. O filho tinha caído do terraço de um prédio. A policia disse que foi suicídio. Os devastados pais voaram até San Francisco e foram levados à morgue para identificar o corpo do seu filho.

Eles reconheceram-no, mas para seu horror, também descobriram algo que não sabiam, o seu filho só tinha um braço e uma perna.
 
Os pais desta história são como muitas outras pessoas.

É muito fácil amar aqueles que são bem parecidos e divertidos de ter ao nosso redor, mas não queremos aqueles que nos façam sentir incómodo.
Preferimos afastarmo-nos das pessoas que não são tão saudáveis, tão  bonitas ou tão inteligentes como nós, preferimos estar cercados dos que podemos "mostrar" pelas aparências.
Afortunadamente, há alguém que não nos trata dessa maneira. Alguém que nos ama com um amor incondicional, que nos dá às boas vindas à família infinita, tal e qual como somos.

Existe um milagre chamado Amizade que vive no nosso coração.
Não se sabe como passa nem quando começa mas sabe-se que é aquele ânimo especial que sempre te dá e que te dás conta que a Amizade é a oferta mais preciosa!!!

Os Amigos são na realidade uma jóia pouco comum e muitas vezes são mais suporte e apoio que a nossa própria família. Eles fazem sorrir e animam para que sigas adiante.
 
Eles te escutam, partilham e sempre abrem os seus corações.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a O soldado

  1. Diogo diz:

    A conclusão que posso tirar à atitude dos pais do soldado é simplesmente o preconceito.
    Já tinha lido esta história, mas de qualquer forma vou comentá-la…Às vezes quando vou na rua e vejo uma pessoa deficiente ou de cadeira de rodas mete-me imensa impressão. Não as descrimino, pois para mim toda a gente tem preoblemas, uns por fora e outros por dentro. O que quero dizer é que por exemplo uma pessoa que seja deficiente motora, notasse mais que está debilitado fisicamente. Já uma pessoa que tenha um desvio na coluna, ou um problemas de joelha, não se nota, ou se se notar não é muito…Ao ínicio deves pensar:"Mas o que é que tem isto a haver?". Tem tudo a haver, todas as pessoas tem problemas. Os amigos estão cá para apoiar todo o tipo de pessoas, que tenho qualquer tipo de problemas. Uma vez estive a contar uma história a um menino de cadeira de rodas numa biblioteca, chamava-se Nelson.Ao ínicio quando me pediram para lhe ir contar a história, fique nervoso, não sabia se ele ia perceber, se, se, se, se, se…Naquele momento só tinha se\’s na cabeças…Quando acabei a história ele pediu-me para lhe contar outra, e outra, e outra, até que eu me fui embora e despedi-me dele.A conclusão que tirei daquela tarde foi que todos somos iguais, não era necessário eu estar nervoso nem estar com a cabeça cheia de se\’s…Foi simplesmente uma tarde com uma outra já passada…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s