Gordas! Sim, gordas, estou a falar para vocês!

Este post é para todas aquelas gajas que são gordas. Gordas, rechonchudas, bem aviadinhas, redondinhas. Gordas que se perdessem 15 quilos ou mais já podiam andar de bikini sem que os demais (por vezes também eles gordos, que nós somos assim bons uns para os outros) as olhassem de lado porque "supostamente" uma pessoa gorda não pode andar assim vestida porque é uma afronta para os olhos dos outros.
Agora que até já está provado que uma dieta baixa em calorias e gorduras não nos diminui o risco de ataques cardicos nem de outras doenças até agora associadas à obesidade e que a perca de peso num gordo saudável é mais prejudicial à saúde que os quilinhos a mais já não me podem dizer que querem que nós percamos peso para o nosso bem, pois não?
Neste site temos uma pequena amostra de como a nossa sociedade acha que nos devemos vestir.
Com tendas. Floridas, de preferencia. Porque a gordura é uma vergonha a ser escondida.
Pois eu vos digo que não é assim. Eu sou gorda. Gordinha, balofa, olha-me-essas-bochechas. E se me perguntarem se eu gostava de perder 15 quilos de um dia para o outro eu respondo que sim, claro. Dava um jeitaço. Para quê? Para poder usar roupinhas mais catitas, pois então…. mas… espera aí… será que preciso mesmo de perder quilos poder fazer tal coisa?
Se eu gosto de comer sandes de leitão em vez de salada de rúcula ao almoço, se eu tenho os meus resultados de análises ao sangue certinhos, se eu não gosto dos meus pulsos e dos meus tornozelos quando estou mais magra… mas para que é que eu vou andar a fazer sacrificios para me enfiar dentro da roupa gira das gentes magras?
Gordas, esqueçam os complexos, esqueçam aquilo que vos dizem que devem tapar e metam os olhos naquilo que PODEM vestir!
As gordas são giras.
As gordas são bonitas.
As gordas são sexys.
Quem não gosta, não olha, não come e não chateia.
Pautarem a vossa maneira de ser, de estar e de vestir por medo que alguém "ache mal" é dar demasiado importância a quem obviamente não merece, não é? Uma gorda não poder andar de bracinhos ao léu faz tanto sentido como uma loira ter de andar de cabelo tapado por não ser da cor correcta.
Eu sei que custa ouvir algumas coisas menos delicadas, por vezes até saidas de bocas de pessoas próximas de nós… mas se analizarem bem o que vos é dito e por quem é dito vão com certeza chegar a conclusão de que se trata ou de uma preocupação com a vossa saúde feita por quem ainda não se apercebeu que só há bem pouco tempo é que magreza se transformou em sinónimo de saúde e que pelos estudos que se têm feito me parece uma moda que vai durar pouco tempo ou por alguém que apenas vos está a usar para catapultar a sua própria auto-estima para cima.
E se esta palha toda não vos convenceu… podem sempre ir
aqui, e passearem pelos desenhos de alguém que não vê as pessoas gordas com os filtros de agora.

 

http://nosmulheres.blogspot.com/2006_06_01_nosmulheres_archive.html

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s