Mar

No teu azul me quero perder, pois ao tocar-te consigo esquecer.
Esquecer-me de tudo e de nada, daquilo que me quer prender.
Em ti quero mergulhar, nadar até ao horizonte.
Mostrar que para alcançar um sonho tu és a ponte.
As tuas águas são transparentes e puras, nada deixam a prever.
Também nós assim deviamos ser.
Tenho saudades de te ver, de sentir o teu odor.
Mesmo que estejas agitado de ti não tenho pavor.
De noite, a lua reflete-se em ti como se de um espelho te tratasses.
Oferece-te a sua luz a agradecer que a espelhasses.
Lavas-nos o corpo e a alma.
Livras-nos de todos os medos.
E com as tuas águas apagas os nossos segredos.
 
 
Liliana
 

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s