Solidão

Estou só.
Só como sempre.
Só comigo.
Só com a solidão.
Eternamente só, aqui no meu quarto, com os murmurios do rádio, o eco da TV ou o feixe de luz do ecrã do computador.
A solidão é doce. A solidão é amarga.
Depende do meu espirito. Hoje a solidão é incolor.
Às vezes penso que a solidão é o meu grande amor. É com ela que adormeço e acordo, é ela que me abraça e beija, é ela que me declara "Estarei sempre contigo".
Solidão é vida. Solidão é morte.
É aquilo que prende. É aquilo que liberta.
Solidão é noite. Solidão é dia.
A solidão não tem de ser necessariamente má. Muitas vezes é boa. Há horas que só penso em fugir dela, outras em que só desejo regressar para o seu aconchego.
Mas hoje a solidão cansa. Não a quero ver. Estou farta dela. Apetece-me gritar, correr, voar… Sim! Voar! Que bom seria poder voar!
Quero voar!
 
Liliana
 
 
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Solidão

  1. Rafaela diz:

    Oi!!!Sabes 1 coisa?ja to com saudades da xkola..(or not..)Tens recebido mails do César? Só por curiosidade..Lol!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s