Se eu tiver de partir

Se eu tiver de partir promete-me que não deixarás de sorrir,

que não vais deixar que a vida te leve para longe daqui.

Agarra-te à luz do sol, apoia-te na força do mar,

segue o exemplo das estrelas que, contra ventos e tempestades, continuam a brilhar.

Não é por eu desaparecer que o céu vai desabar,

há milhões de motivos para que não pares de acreditar.

A vida é um momento, chorares por mim é acentuar o sofrimento.

recorda-me como um pássaro que abandonou o seu ninho,

que embora sofra com a despedida, tem de obedecer ao destino.

Onde quer que esteja estarás na minha mente,

terei a expressão do teu olhar e o som da tua voz sempre presentes.

 

Liliana

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s